Usabilidade

_MYWAY

O projeto Myway foi a reformulação do antigo portal de autoatendimento de RH da LG Sistemas utilizando AJAX, Silverlight e Tableless. O objetivo era melhorar a usabilidade, torná-lo escalável para abrigar toda a suíte de produtos da empresa no modelo SaaS (Software as a Service) além de ser flexível a ponto de atender as diferentes necessidades de customização visual dos clientes (lay-out e temas).

Foi um trabalho extenso de concepção de Produto envolvendo usabilidade, implantação utilizando padrões tableless, convencimento interno da validade da proposta e gerenciamento da implantação em clientes.

Versão OI

O diferencial foi a proposta de lay-out idêntico ao padrão desktop (Mac e Windows) pois facilitaria ao máximo em questões de usabilidade por ser um padrão conhecido de qualquer usuário deste tipo de sistema.

Ao longo de 4 anos participei realizando as seguintes atividades neste projeto:

  • Toda concepção de usabilidade, lay-out e arquitetura de informação (utilizando os critérios ergonômicos de Bastien & Scapin e a norma ISO 9241);
  • Criação do framework de usabilidade (da página inicial às internas de formulários);
  • Orientação da equipe técnica na implantação do padrão de interface;
  • Auxílio a área de Comunicação para lançamento do produto;
  • Especificação do software criador de portais da empresa;
  • Gerenciamento de integração (interno na LG) do produto na Rede Globo.

Versão GLOBO

_JUSTIÇA MODERNA

O projeto Justiça Moderna foi a reformulação de todo sistema do Tribunal de Justiça do Distrito Federal e Territórios (TJDFT) pela Cast S.A. (então Castmeta). Antes em VB a nova proposta pedia funcionamento em web valendo-se de software livre e Java além de certas funcionalidades seguirem a lei de acessibilidade (para uso de cegos).

Neste projeto a ênfase foi em usabilidade de formulários, normalmente uma parte da ergonomia de software pouco conhecida e trabalhada.

Ao longo de 1 ano participei realizando as seguintes atividades neste projeto:

  • Toda concepção de usabilidade, lay-out e arquitetura de informação (utilizando os critérios ergonômicos de Bastien & Scapin e a norma ISO 9241);
  • Criação do framework de usabilidade (da página inicial às internas de formulários);
  • Líder da equipe de web designers responsáveis pela prototipação das telas do sistema (ao todo 4 web designers);
  • Orientação a equipe de requisitos que, posteriormente, passou a prototipar (ao todo 10 analistas);
  • Orientação da equipe técnica na implantação do padrão de interface.

Ao todo foram 220 Casos de Uso e mais de 1000 telas prototipadas. Hoje o sistema é utilizado também pelos tribunais de justiça de Tocantins, Goiás e Mato Grosso do Sul .

_X-DESIGN

_Portal destinado aos alunos de desenho industrial. Iniciativa de quando estava na graduação em 2000, na UFRJ, em parceria com Armando Fontes. Foi um trabalho recompensador, pois através dele tivemos contato com vários profissionais da área além de aprendemos cada vez mais sobre a profissão.

Aqui o esforço estava na escrita de artigos e gerenciamento do site.

_INPI

Este projeto tratou-se da reformulação do site do INPI em 1999. Foi escolhido um layout colorido em contraste com o anterior, no padrão bege. A home fugiu do padrão tradicional de links exclusivamente na esquerda, titulo no centro além do texto de apresentação. O desafio foi trabalhar com a enorme quantidade de páginas além da importância do projeto em si. O INPI foi um dos primeiros sistemas do governo a estarem na web.

A serviço da Politec Informática.

<<Voltar